Plano de Metas do Departamento de Física dos Materiais e Mecânica

1. Descreva qual é a missão do Departamento, ou seja, quais as expectativas e solicitações da sociedade a que ele deve atender ?

O DFMT tem um forte compromisso com a melhor pesquisa experimental e teórica em diferentes ramos da Física da Matéria Condensada. Seu corpo docente apresenta uma elevada produtividade "per capita". O principal resultado social dessa atividade é a formação de recursos humanos altamente qualificados em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado, que acaba beneficiando instituições de ensino e pesquisa de todo o País.

2. Relacione, a exemplo dos objetivos e metas da Gestão Reitoral, os principais objetivos e metas de médio e longo prazos (5 e 10 anos) do Departamento. Recomendamos que sejam agrupados por atividade-fim.

A meta essencial a qualquer prazo é a manutenção (pelo menos) do alto nível de excelência acadêmica que o Departamento construiu ao longo do tempo. Por mais qualificados e experientes que sejam os atuais quadros acadêmicos, seu envelhecimento acarreta inevitavelmente uma perda de competitividade a médio prazo. É, portanto, essencial que sejam periodicamente admitidos novos docentes/pesquisadores, com excelente formação e agressividade científica.

3. Comente as ações propostas para alcançar estes objetivos e metas.

A necessidade de novos claros foi extensamente discutida durante o segundo semestre de 2002. O resultado desse trabalho é um documento, encaminhado à diretoria do Instituto de Física ao final de 2002, no qual se formalizou o pedido de 5 claros, justificando sua necessidade em termos das linhas de pesquisa cuja evolução deve ser considerada prioritária.

4. Comente a evolução acadêmica do Departamento desde a última avaliação departamental.

A produtividade científica do Departamento vem crescendo regularmente ao longo do tempo, como ilustram os seguintes indicadores relativos ao quinquênio 1998-2002: 427 trabalhos publicados em revistas internacionais indexadas, 30 doutorados e 28 mestrados concluídos, isto para um efetivo de, no máximo, 26 docentes.

5. "Como o Departamento se compara aos congêneres nacionais e internacionais. Faça uma análise crítica do ""estado de arte"" nas áreas em que atua."

O atual Departamento de Física de Materiais e Mecânica teve como núcleo fundador o primeiro laboratório brasileiro de física do estado sólido em baixas temperaturas, criado no início da década de 1960 pelo Professor Mário Schenberg. Contando com o apoio financeiro da FINEP e, mais tarde, da FAPESP, formou um patrimônio laboratorial que o coloca entre os centros de pesquisa de primeira linha em termos internacionais. Quanto ao Grupo Teórico de Materiais, tem desenvolvido trabalhos de alto nível, mostrando uma grande produção de artigos científicos. Nos últimos três anos, para exemplificar, o grupo publicou mais de cem artigos em revistas internacionais indexadas de alto fator de impacto, sendo um deles destaque de capa da Physical Review Letters, a mais importante referência da área. A diversidade do grupo é outro ponto a ressaltar. Faz-se pesquisa de bom nível em semicondutores, superfícies, polímeros, moléculas e biomoléculas, metais, etc. Os indicadores de qualidade do Departamento são marcantes: seus membros fazem parte do corpo editorial de várias revistas internacionais, são convidados para palestras e apresentações em conferências internacionais, participam em diversos comitês incluindo discussão de políticas científicas e participação em órgãos de assessoramento em agências de financiamento à pesquisa.

6. Comente as mudanças do ambiente externo que têm exigido alteração dos padrões de atuação do Departamento.

7. Relacione as dificuldades encontradas para a elevação dos padrões acadêmicos do Departamento e o que tem sido feito para superá-las.

O corpo docente do Departamento é formado exclusivamente por doutores trabalhando em RDIDP. A titulação média é elevada: oito professores MS-6, nove MS-5 e seis MS-3. Dos atuais 23 docentes, 17 são bolsistas de produtividade do CNPq, com classificações 1A (quatro), 1B (três), 1C (seis), 2A (dois) e 2B (dois). Dessa forma, o padrão acadêmico do Departamento pode ser considerado satisfatório.

8. Dentro da realidade orçamentária da USP, como os Órgãos Centrais podem contribuir para a superação destas dificuldades?

Pelas razões expostas nos itens 2 e 3, é fundamental que a Universidade crie condições para a renovação gradual do corpo docente através da concessão de novos claros.

9. Explicite os principais indicadores que devem ser utilizados para o acompanhamento das ações, dos objetivos e metas do Departamento.

Avaliação discente das atividades de ensino. Iniciativas de produção de material didático. Artigos publicados em revistas internacionais indexadas. Participação em congressos nacionais e internacionais. Orientação de teses e dissertações. Captação de recursos financeiros para a pesquisa. Atividades de extensão cultural, consultoria e outras, estreitamente vinculadas ao ensino e à pesquisa