Doutorado Sanduíche e editais


O doutorado sanduíche é um programa de bolsa de estudo em que o(a) estudante regularmente matriculado tem a chance de realizar parte de seu curso de doutorado em uma outra instituição de ensino brasileira ou internacional. Este intercâmbio pode variar de poucos meses a um ou dois anos, desde que não ultrapasse a duração completa do doutorado cursado pelo(a) aluno(a) e desde que ele(a) defenda a tese na instituição de origem (ou seja, no IFUSP). 
Os programas de doutorado sanduíche visam a fazer com que o(a) doutorando(a) enriqueça suas pesquisas, além de firmar uma parceria acadêmica entre as instituições de ensino e os países de acolhimento.
 
No Brasil, bolsas de doutorado sanduíche são concedidas, normalmente, por agências governamentais de fomento à pesquisa, como a CAPES, o CNPq e a FAPESP. As seleções se dão por meio de edital e algumas passam pelas comissões coordenadoras de programas de pós-graduação, como é o caso do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) da CAPES. As bolsas do PDSE têm duração de 6 (seis) a 12 (doze) meses e a seleção costuma acontecer no início do ano. Já os processos seletivos para programas do CNPq e da FAPESP não passam pela CPG. É preciso ficar de olho nas páginas de ambas as agências de fomento para saber sobre os editais. 
 
Saiba mais sobre as bolsas sanduíche de cada uma dessas entidades:
 
 
Além dessas, de vez em quando surgem oportunidades na iniciativa privada para intercâmbio/estágio de doutorandos em universidades internacionais. É o caso das seleções para o programa de mobilidade do Santander, ou ainda das bolsas Fullbright Brasil.
 
Fique sempre atento(a) às atualizações de nosso site, ao e-mail e a nossa página no Facebook: editais do PDSE são amplamente divulgados, assim como outras oportunidades de bolsas no exterior.