Conversa com a Profa. Michal Lipson

Por Andrea Wirkus

Desde a 1ª edição do Colóquio Gleb Wataghin, cujo objetivo central é trazer pesquisadores e pesquisadoras renomados para oferecer palestras à comunidade do IFUSP, a Comissão de Pós-Graduação aposta em bate-papos mais informais desses cientistas com os alunos de Mestrado e Doutorado. Os professores são convidados a falar sobre suas pesquisas e áreas de atuação, mas, especialmente, sobre suas trajetórias profissionais, o que suscita trocas enriquecedoras junto a estudantes no início de suas carreiras científicas. 
Nesta última quinta-feira, dia 18/06/2020, o bate-papo aconteceu com a Profa. Michal Lipson, da Universidade de Columbia (EUA). A professora fora convidada para ministrar o Colóquio Gleb Wataghin sobre fotônica de silício e, no período da manhã, se reuniu com alguns alunos de pós pelo Zoom. Lipson é autora de artigos que vigoram na lista do 1% de periódicos mais citados do mundo e ganhou uma série de prêmios por suas contribuições à ciência, dentre eles o MacArthur Fellowship e o R. W. Wood da Optical Society. 
Esta foi também a primeira vez que o IFUSP "recebeu" uma mulher para ministrar o Colóquio Gleb Wataghin e conversar com os estudantes. A este respeito, a mestranda Mariana Cipolla avaliou que a experiência foi muito boa, porque a professora "pôde falar do seu ponto de vista como mulher na física, o que creio que pra mim e pras outras alunas presentes na conversa foi muito importante". A doutoranda Carolina Queiroz também apreciou o fato de se tratar de uma cientista mulher: "eu já havia participado dessa atividade em 2018, quando o Instituto recebeu o Prof. Francis Halzen, mas acho que foi ainda mais especial poder ouvir a opinião e as experiências de uma voz feminina dentro da física, porque ela falou das mesmas inseguranças e dificuldades que nós estudantes enfrentamos ao pensar em seguir uma carreira científica". 
O doutorando Roger Kögler elogiou a iniciativa e a disponibilidade da professora: "o compartilhamento de suas experiências pessoais, positivas e negativas, contribuiu para importantes reflexões segundo desafios e privilégios atrelados tanto à comunidade científica, quanto à minha própria trajetória enquanto acadêmico. Certamente este momento, particularmente, seguirá memorável e (re)significativo".