Orientadores e laboratórios em busca de alunos

Ao longo dos próximos dias, mais laboratórios e orientadores estarão sendo apresentados nesta página.
 
1 - Mecânica estatística e biofísica (teoria e experimento)
Laboratório de Microreologia e fisiologia Molecular (LabM2)
Professor: Adriano M. Alencar, Departamento de Física Geral (FGE)

O núcleo das atividades de pesquisa do nosso laboratório está na aplicação de princípios da física, especialmente mecânica estatística, de fluidos e mecânica clássica, em medicina e fisiologia, tanto do ponto de vista experimental quanto teórico. Nosso laboratório trabalha com modelos matemáticos e medições mecânicas em células vivas e em fluidos complexos, tais como surfactantes. Saiba mais neste folder.


2 - Física aplicada
Laboratório Filmes Finos
Professora: Maria Cecília Salvadori, Departamento de Física Aplicada (FAP)

O Laboratório estuda micro e nano estruturas em filmes finos, com várias técnicas experimentais entre elas um microscópio de força atômica. No momento procura alunos interressados em trabalhar na modificação de superfícies utilizando microfabricação e tratamento por plasmas. Saiba mais.

 
3 - Espectroscopia gama e mecanismos de reações nucleares
Professor: José Roberto B. Oliveira, Departamento de Física Nuclear (FNC)
Home Page e email.

Atualmente coordeno dois projetos importantes por meio de colaborações nacionais e internacionais que se utilizam de técnicas de espectroscopia gama para estudo de mecanismos de reações nucleares. Os dois projetos tem diversos pontos em comum, e consistem do desenvolvimento de espectrômetros gama de alta eficiência com utilização de cintiladores inorgânicos otimizados para medidas de coincidência gama-partícula a altas taxas de contagens. O primeiro deles denominado “NossaCaixa”, está sendo financiado por meio de um projeto regular FAPESP e visa a investigação dos mecanismos de reação com feixes fracamente ligados estáveis e radioativos, produzidos pelo acelerador Pelletron do LAFN/IFUSP (http://portal.if.usp.br/fnc/node/368) e no sistema RIBRAS (http://portal.if.usp.br/fnc/). O segundo, financiado pelo INFN (Itália), visa a medida de elementos de matriz de reações de dupla troca de carga, importantes também para a física de neutrinos, e será utilizado em associação com o espectrômetro magnético MAGNEX dos LNS-Catania, Itália no âmbito do projeto NUMEN (https://web.infn.it/NUMEN/). Há oportunidade de incorporação de diversos alunos de mestrado e doutorado. Saiba mais.

 
4 - Física Aplicada
Laboratório de Cristais Iônicos, Filmes Finos e Datação
Professor: Masao Matsuoka, Departamento de Física Nuclear (FNC)

Procura estudantes interessados em produzir e caracterizar filmes finos semicondutores. Saiba mais neste folder.

 
5 - Física Atômica e Molecular
Professor: Marcio Teixeira do Nascimento Varella, Departamento de Física Geral (FGE)
E-mail: mvarella@if.usp.br

Espalhamento de elétrons e pósitrons por moléculas, com ênfase na formação de íons temporários, e aplicações em plasmas de processamento e biomoléculas. Simulação computacional de pacotes de onda vibracionais (fenômenos ultra-rápidos) com aplicações em gases, nano-estruturas e sólidos. Saiba mais aqui.

 
6 - Física da Matéria Condensada (teoria e estudos computacionais)
Professor: Luis Dias, Departamento de Física de Materiais e Mecânica (FMT)
Home Page

Projetos contemplando transporte eletrônico e efeitos de correlação em diferentes sistemas (nanoestruturas semicondutoras, grafeno, isolantes topológicos) e  aplicação de métodos numéricos em sistemas fortemente correlacionados. Saiba mais aqui.


7 - Laboratório de Ressonância Magnética
Professor: Said R. Rabbani, Departamento de Física Geral (FGE)
E-mail: srabbani@if.usp.br

O LRM é membro do “Núcleo para Convergência das Ciências da Vida, Física e Engenharia para Inovação em Diagnósticos e Terapias”. Dentre várias outras atividades, utiliza nanopartículas magnéticas para marcar células tronco e estudar terapias celulares através de Imagens Celulares e Moleculares por RM. Pesquisamos sobre os diversos processos envolvidos, desde a preparação das nanopartículas, a funcionalização das mesmas, a incorporação destas às células tronco e a obtenção das imagens moleculares. O grupo tem interesse em diversos alunos, havendo oportunidade de treinamentos extracurriculares com financiamento próprio. Saiba mais neste folder.

 
8 - Laboratório de Dosimetria das Radiações
Professores: Paulo Costa e Elisabeth Yoshimura, Departamento de Física Geral (FNC)
E-mails: pcosta@if.usp.br e e.yoshimura@dfn.if.usp.br

O Grupo de Pesquisa em Dosimetria e Defeitos em Sólidos possui projetos de pesquisa em diferentes áreas da  física médica, envolvendo temas como dosimetria e proteção radiológica nas áreas de diagnóstico por imagens em radioterapia. São realizadas, também, pesquisas em espectrometria de raios X e em Tomografia Computadorizada e em processamento de imagens. Saiba mais no site ou neste folder.


9 - Laboratório de Novos Materiais Semicondutores (LNMS)
Professor: Alain André Quivy, Departamento de Física dos Materiais e Mecânica (FMT)
E-mail: aquivy@if.usp.br  -  Telefone: + 55 11 3091 7147

O LNMS procura alunos de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado interessados em projetos de pesquisa na área de crescimento epitaxial por feixes moleculares de nanoestruturas semicondutoras, processamento de dispositivos por litografia óptica, caracterização estrutural, óptica e elétrica de nanoestruturas semicondutoras, células solares, lasers de cascata quântica e fotodetectores de radiação infravermelha baseados em pontos e poços quânticos. algumas informações complementares a respeito desses trabalhos e da infraestrutura do laboratório podem ser encontradas neste folder.


10 - Física de Materiais: Nanomagnetismo e Spintrônica (Experimental)
Professor: Felix G. G. Hernandez, Departamento de Física dos Materiais e Mecânica (FMT)
E-mail: felixggh@if.usp.br

A linha de pesquisa, desenvolvida dentro do Laboratório de Novos Materiais Semicondutores, procura o estudo de propriedades quânticas de materiais nanoestruturados através de técnicas ópticas e de transporte eletrônico. O estudo de física básica e aplicações destes nanocristais será realizado em montagens experimentais modernas construídas nos últimos dois anos. Saiba mais neste site (http://fmt.if.usp.br/~felixggh)  ou neste folder.


11 - Estudo de núcleos fora da linha de estabilidade (Núcleos Exóticos)
Professor Rubens Lichtenthäler Filho – Departamento de Física Nuclear do IFUSP
E-mail: rubens@if.usp.br

Nesta linha de pesquisa estudamos a estrutura e reações nucleares envolvendo núcleos exóticos. Núcleos exóticos são isótopos de elementos da natureza, com excesso ou falta de neutrons em relação aos estáveis. Alguns destes núcleos apresentam propriedades notáveis como por exemplo o halo de neutrons do 6He (isótopo do 4He com 2 neutrons em excesso). No Laboratório do acelerador Pelletron do IFUSP temos um equipamento (sistema RIBRAS) capaz de produzir feixes secundários destes nuclídeos e realizar experiências de espalhamento. Estas experiências fornecem informações sobre as dimensões destes núcleos bem como sobre as propriedades da força nuclear e forças de 3 corpos.
Núcleos exóticos podem ser produzidos em estrelas massivas como em explosões de supernovas, e por isso, têm também importância para a astrofísica nuclear e na nucleo-síntese dos elementos que ocorre nestas estrelas.


12 - Transições de fase: modelagem e metodologia
Professor Carlos E. Fiore - Departamento de Física Geral
E-mail: fiore@if.usp.br

A área de pesquisa do Prof. Fiore é: transições de fase e fenômenos críticos, mecânica estatística de não-equilíbrio, métodos e algoritmos para transições de fase, modelos estatísticos simplificados para o estudo de diferentes problemas, dentre eles sistemas tipo água. Para mais informações, consulte este folder.


13 - Busca de Matéria Escura - O Experimento DarkSide
Professora: Ivone Freire da Mota e Albuquerque - Departamento de Física Experimental
E-mail: ifreire@if.usp.br

Sabemos hoje que aproximadamente 80% da matéria do Universo não interage eletromagneticamente e não é composta por nenhuma das partículas elementares conhecidas. Sua presença é observada através de efeitos gravitacionais e existem vários modelos da física de partículas, que propõem candidatos à matéria escura.
O DarkSide é um experimento de detecção direta de matéria escura, buscando seus sinais em um detector de duas fases de Argônio Líquido.  
Este se encontra no Laboratório Nacional do Gran Sasso, perto de Roma na Itália. Nosso grupo faz parte desta colaboração e está envolvido tanto na análise de dados como no desenvolvimento de componentes do detector. Buscamos alunos de mestrado e de doutorado, que estejam  interessados no tema.


14 - A força nuclear forte sob condições extremas: teoria e fenomenologia das colisões de íons pesados relativísticos
Professor: Matthew Luzum, Departamento de Física Matemática
E-mail: mluzum@if.usp.br

Ao colidir núcleos de átomos pesados que foram acelerados a incríveis energias, somos capazes de criar estados exóticos da matéria e sondar as propriedades fundamentais do universo. Em particular, acredita-se que temperaturas extremamente altas podem ser alcançadas nestas colisões de íons pesados relativísticos. Nestas condições, a física é regida pela cromodinâmica quântica (QCD), a teoria fundamental das interação forte. De acordo com a QCD, para temperaturas muito elevadas deve existir uma nova fase da matéria, chamada de plasma de quarks e glúons (QGP). Procuro alunos de mestrado e de doutorado, que estejam interessados em fazer cálculos teóricos e simulações numéricas nesta área. Saiba mais sobre a área de pesquisa em: http://qgp.if.usp.br e http://matt.luzum.org.


15 - Física Nuclear
Professor: Nelson Carlin Filho
E-mail: 
carlin@if.usp.br

Nosso trabalho está relacionado à detecção direta de matéria escura e ao desenvolvimento de instrumentação para Física de Altas Energias. Para tanto, o experimento COSINE-100, localizado em laboratório subterrâneo na Coréia do Sul que utiliza 106 kg de cristais de NaI(Tl), analisa interações com a matéria escura. A tomada de dados foi iniciada em setembro de 2016 com ênfase inicial no estudo da modulação anual da taxa de eventos atribuída ao movimento do sistema solar em relação ao halo da galáxia, que conteria a matéria escura. A colaboração COSINE conta com aproximadamente 50 membros ligados a 14 instituições de vários países.