Plano de Metas do Departamento de Física Geral

1. Descreva qual é a missão do Departamento, ou seja, quais as expectativas e solicitações da sociedade a que ele deve atender ?
Ensino e pesquisa em física.

O Departamento tem a sua origem na antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP, fundada em 1934 para proporcionar ao Estado de São Paulo e ao país um centro de cultura e formação de pessoal do mais alto nível, em consonância com as exigências de uma sociedade moderna. Os docentes do Departamento atuam quase exclusivamente em áreas básicas da física, dando muitas vezes ênfase a problemas de natureza interdisciplinar.

2. Relacione, a exemplo dos objetivos e metas da Gestão Reitoral, os principais objetivos e metas de médio e longo prazos (5 e 10 anos) do Departamento. Recomendamos que sejam agrupados por atividade-fim.

Em algumas áreas de atuação, o Departamento tem conseguido apresentar uma produção acadêmica nos melhores níveis de excelência do país. Há um enorme esforço para manter a qualidade do trabalho nessas áreas. A manutençaço do nível de produção acadêmica dos últimos anos (consubstanciada em trabalhos publicados na literatura especializada, teses e dissertações defendidas, programas de iniciação científica, propostas de novas disciplinas, textos didáticos publicados) constitui a grande meta do Departamento.
Algumas áreas de atuação dos docentes do Departamento (física estatística, biofísica, imagens de interesse biológico, instrumentação nuclear) têm proporcionado certa dose de interdisciplinaridade, e devem ser reforçadas nos próximos anos.
Em certas áreas de atuação o Departamento é mais deficiente. Com enormes restrições à contratação de pessoal e renovação do quadro docente, torna-se difícil planejar um reforço dessas áreas. No quadro atual do Instituto e da Universidade, pode-se mesmo dizer que é impossível um planejamento a médio ou longo prazos para sanar deficiências mais graves do Departamento.

3. Comente as ações propostas para alcançar estes objetivos e metas.

No momento, há duas ações importantes:
(i) a busca de qualidade, no seu sentido mais pleno, em todas as ações desenvolvidas pelo Departamento, incluindo a contratação (extremamente difícil) de pessoal docente e técnicos especializados. O pessoal existente é a maior riqueza do Departamento;
(ii) o exemplo de dedicação e qualidade acadêmica dos docentes mais antigos do Departamento. Infelizmente o Departamento tem poucos Professores Titulares, mas todos eles são muito atuantes e bem situados na ciência brasileira.

4. Comente a evolução acadêmica do Departamento desde a última avaliação departamental.

Na minha opinião, talvez o Departamento tenha até regredido desde a última avaliação departamental, há cerca de dez anos. Somos praticamente os mesmos e estamos dez anos mais velhos!!
De certa forma, o Departamento foi punido, pois, embora razoavelmente bem avaliado, não conseguiu renovar os seus quadros docentes. Temos 26 docentes, mas apenas dois deles têm cerca de 30 anos de idade. A distribuição etária do nosso Departamento é particularmente cruel.

5. "Como o Departamento se compara aos congêneres nacionais e internacionais. Faça uma análise crítica do ""estado de arte"" nas áreas em que atua."

O Departamento não deve estar abaixo dos seus congêneres nacionais, embora tenha havido maior renovação em muitas outras instituições. A infra-estrutura do Departamento é muito boa. As comparações internacionais são complicadas: embora tenha pesquisadores de qualidade, o Departamento é certamente inferior aos seus congêneres das universidades americanas de ponta, em que as decisões são muito mais ágeis, com níveis bem menores de corporativismo.
Boa parte do grupo teórico, bem como os grupos experimentais de biofísica, sistemas não lineares e do Laboratório de Instrumentação e Partículas, desenvolvem projetos de natureza básica, inserindo-se fortemente na física internacional.
Tem sido mais difícil manter o nível de atividades dos grupos aplicados. O Laboratório de Microscopia Eletrônica, por exemplo, tem enorme tradição na ciência brasileira, mas necessita com urgência de ampla renovação do seu quadro docente. Ainda está em andamento um grande esforço para estabelecer um laboratório de imagens médicas, que seria muito significativo para trabalhos nesta área interdisciplinar aqui no campus da USP.

6. Comente as mudanças do ambiente externo que têm exigido alteração dos padrões de atuação do Departamento.

O Departamento tem sobrevivido razoavelmente bem frente às mudanças de rumo e à escassez de recursos externos para o apoio à pesquisa. O grupo teórico, que demanda menos recursos, tem sido apoiado por um pequeno projeto do Pronex e por projetos pontuais da Fapesp. Os grupos experimentais de Biofísica e Sistemas Não-Lineares têm sido apoiados adequadamente pela Fapesp. Também tem havido apoio adequado da Fapesp às colaborações internacionais do Laboratório de Instrumentação e Partículas. A situação é mais difícil na área aplicada, principalmente nos casos do Laboratório de Microscopia Eletrônica, que necessita urgentemente de renovação, e do Laboratório de Imagens Médicas, que ainda está em fase incipiente.

7. Relacione as dificuldades encontradas para a elevação dos padrões acadêmicos do Departamento e o que tem sido feito para superá-las.

Além de uma certa dose de corporativismo, que permeia toda a universidade brasileira, há obstáculos orçamentários e políticos bastante evidentes. Em trabalho recente, o Prof. L. de Meis e colaboradores investigam as tensões psicológicas experimentadas por pesquisadores das áreas básicas das ciências biológicas. As conclusões desse trabalho também se aplicam ao nosso Departamento. Nas condições atuais do país, mesmo aqui na USP, não é fácil conseguir que as pessoas mantenham durante anos os mesmos padrões de qualidade e constância da produção científica.

8. Dentro da realidade orçamentária da USP, como os Órgãos Centrais podem contribuir para a superação destas dificuldades?

Dando maior liberdade de atuação, inclusive orçamentária, os Departamentos um pouco mais bem avaliados, com lideranças acadêmicas bem definidas.
Mantendo continuidade, através das divesas gestões reitorais, de políticas de recursos humanos, referentes a docentes e técnicos especializados. Por exemplo, apesar de bem avaliado há cerca de dez anos, o Departamento foi preterido na primeira distribuição de novos claros docentes logo após o início da última gestão reitoral.

9. Explicite os principais indicadores que devem ser utilizados para o acompanhamento das ações, dos objetivos e metas do Departamento.

São indicadores universalmente aceitos em agências internacionais de fomento à pesquisa e nas melhores universidades do mundo todo, sem nenhum tipo de inovação ou originalidade. Nas áreas básicas da ciência, o julgamento dos pares é essencial. Este julgamnento somente pode ser feito através da análise dos trabalhos publicados e do pessoal formado pelo Departamento.