Telescópio flagra uma incrível – e luminosa – dança de buracos negros

Evento foi casualmente observado pelo telescópio espacial Spitzer, da Nasa, revelando informações valiosas para os cientistas

Por: Luiza Caires, Jornal da USP. Acesse aqui a coluna na íntegra.


Nesta edição de Entender Estrelas, o astrofísico João Steiner explica como funciona o sistema em que um buraco negro orbita outro. Steiner, que é professor do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP, fala também das particularidades do sistema OJ 287, que emite um brilho periódico duas vezes a cada dois anos, permitindo o estudo de diferentes aspectos dos buracos negros e do próprio Universo. Saiba mais...

Imagem: Divulgação