Plana, minúscula e ultrafina: cientistas da USP criam lente “impossível”

Mil vezes mais fina que um fio de cabelo, tecnologia poderá ser usada em câmeras de celular para torná-las mais baratas

Por: Henrique Fontes, Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


Pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP desenvolveram uma película feita de silício que é mil vezes mais fina que um fio de cabelo e poderá funcionar como uma lente fotográfica, semelhante às de câmeras de smartphone. A tecnologia inédita permite que o usuário veja imagens em até 180 graus, mesmo ângulo proporcionado pelas famosas lentes olho-de-peixe. No meio científico, essa funcionalidade até então era considerada impossível de ser obtida em lentes totalmente planas, como a que foi construída pela EESC. Saiba mais...


Imagem: Henrique Fontes – SEL/USP