Grupo produz materiais por meio de auto-organização em sistemas químicos

Materiais inteiramente novos ou já conhecidos podem ser produzidos por meio da auto-organização em sistemas químicos. Os horizontes de aplicação incluem sensores, baterias e células a combustível, entre outras possibilidades tecnológicas

Por: José Tadeu Arantes, Agência FAPESP. Acesse aqui a matéria original.


Entender mais profundamente de forma a poder controlar os processos envolvidos é o objetivo do Campinas Electrochemistry Group (CampEG), que atua no Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sob a coordenação de Raphael Nagao. Pesquisadores do grupo publicaram recentemente, no The Journal of Physical Chemistry, o artigo “Influence of the Ligands in Cu(II) Complexes on the Oscillatory Electrodeposition of Cu/Cu2O”. E o trabalho do grupo como um todo foi objeto de reportagem de capa na revista ChemElectroChem, tendo como título “Self-Organization in Electrochemical Synthesis as a Methodology towards New Materials”. Saiba mais...


Imagem: Reprodução