Qual a importância de novas tecnologias no estudo das galáxias?

A doutoranda do IAG USP Catarina Aydar diz que o telescópio James Webb permitirá a observação de objetos astronômicos com muito mais resolução e com um alcance maior do que os atuais telescópios

Por: Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


O James Webb é o mais novo telescópio espacial da Nasa. Seu desenvolvimento começou em 1996 e seu lançamento foi adiado por anos. Ao todo, US$ 9,7 bilhões já foram investidos no projeto.

O telescópio possui um espelho que pode superar seis metros, composto de 18 segmentos hexagonais revestidos por ouro. Esse tamanho, que se aproxima dos maiores telescópios em terra, permitirá que se observem objetos astronômicos com maior resolução do que é possível no momento. Saiba mais...
 

O James Webb é visto como o sucessor do Hubble, até então o telescópio mais potente da Nasa – Foto: Razorien Eve/Flickr | Via Jornal da USP