Plataforma aproxima doadores e instituições que precisam de equipamentos de proteção em saúde

Pesquisadora da USP ajudou a desenvolver o projeto Rede EPI, que possui centros de doação em pelo menos 16 Estados, além do Distrito Federal

Por: Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


Pós-graduanda em Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), a nutricionista Mariana Madruga ajudou a desenvolver o projeto voluntário Rede EPI, que busca arrecadar equipamentos de proteção individual (EPIs) para hospitais e profissionais da saúde em meio à pandemia do novo coronavírus. Como o setor de saúde está desabastecido de vários itens, a iniciativa quer aproximar, por meio de uma plataforma digital, doadores e instituições que precisam de materiais. Saiba mais...


Imagem: Reprodução/ Rede EPI