11o Encontro USP Escola

 

11º ENCONTRO USP - ESCOLA: 11 a 15 de janeiro de 2016

 

CURSOS

 

11ENC 1 - ESPAÇOS DE EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL: LIMITAÇÕES, POSSIBILIDADES E DESAFIOS

Local: Museus da Cidade Universitária

Esse curso tem o objetivo de fornecer subsídios aos professores para preparem suas ações educativas em espaços não-formais de educação tomando como base a compreensão das especificidades desses locais. Para isso, além de participar de atividades teóricas e práticas de discussão sobre as diferentes possibilidades de realização dessas atividades, os professores também serão apresentados a diferentes espaços de educação não-formal da USP e Instituto Butantan, através de visitas ao local ou vídeos e descrições das atividades oferecidas, aumentando assim seu repertório e de espaços de visitação.


11ENC 2 - EDUCAÇÃO MIDIÁTICA E PRÁTICAS EDUCOMUNICATIVAS

Local: Escola de Comunicações e Artes
PROF. CLAUDEMIR VIANA
 
Objetivos: atender à proposta dos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, assim como dos Parâmetros para a Educação Fundamental de 9 anos, no que diz respeito à introdução das linguagens da comunicação social e das tecnologias da informação nos currículos escolares. Para tanto, o curso abordará o conceito e as práticas da educomunicação, enquanto procedimentos favorecedores de ações interdisciplinares, tanto no âmbito da relação dos adolescentes e jovens com o mundo da mídia (educação para uma recepção ativa das mensagens dos meios de comunicação) quanto no âmbito do emprego dos recursos da informação, como exercícios que viabilizem o protagonismo dos estudantes no domínio das novas linguagens. Serão apresentados exemplos de práticas educomunicativas que colaboram com o processo de aprendizagem, permitindo que os alunos se articulem, de forma transdisciplinar, para o exercício de produção e expressão de seu olhar sobre seu mundo, aguçado para uma abordagem cada vez mais crítica e criativa. 

11ENC 3 - CONTEMPORÂNEO E MODERNO: EXPERIMENTANDO O MAC

Local: Museu de Arte Contemporânea
PROFª MARIÂNGELA SERRI FRANCOIO
 

Objetivos: promover um espaço de discussão e reflexão sobre arte, visando a melhorias na formação do professor; ampliar o interesse pela arte enquanto área de conhecimento e eixo do currículo nas séries iniciais; favorecer a construção de um repertório cultural e crítico em relação à arte e a práticas educativas; desenvolver uma experiência que repercuta na formação humanitária para uma sociedade responsável e sustentável.


11ENC4 - FAZENDO O ALUNO PENSAR SOBRE A QUÍMICA: ATIVIDADES DE ENSINO VISANDO A APRENDIZAGEM E O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES DE PENSAMENTO DE ORDEM MAIS ALTA – MÓDULO 2

Local: Instituto de Química
PROFª MARIA EUNICE / PROFª LUCIANE AKAHOSHI
 
Ensinar Química no ensino médio de modo que os alunos aprendam significativamente os conteúdos e possam desenvolver habilidades cognitivas mais complexas, além da memorização, resolução de algoritmos e assimilação de informações, tem sido nosso desafio diário na sala de aula. Este curso tem como objetivo apresentar, discutir e propor atividades de ensino que possam promover a aprendizagem de conceitos importantes da Química envolvendo estratégias que permitam o desenvolvimento de habilidades cognitivas de alta ordem.

11ENC 5 - INTRODUÇÃO À FÍSICA DE PARTÍCULAS - ASPECTOS EXPERIMENTAIS

Local: Instituto de Física
PROF. HÉLIO TAKAI
 
O curso tem por objetivo fazer uma  revisão, discussão e aprofundamento com os professores do ensino médio sobre física de partículas, bem como metodologias de ensino para introduzir este assunto no ensino médio.
 

11ENC 6 - INDICAÇÕES PARA DIÁLOGO EM SALA DE AULA SOBRE GEOGRAFIA HUMANA

Local: Instituto de Física
PROF. PAULO BONFIM
 

Esta proposta visa a propor experiências para trabalho em sala de aula – ensinos fundamental e médio preferencialmente – na área de geografia humana. Pretende-se abordar conteúdos e aspectos didáticos nos campos de geografia urbana, agrária, geografia de São Paulo, geografia da população, geografia política, história do pensamento geográfico. Partiremos de um problema central: A formação territorial do Brasil, eixo em torno do qual discutir-se-ão as questões e temas postos acima, sobretudo, nos aspectos de como trabalha-los em sala de aula, de forma a provocar maior motivação nos discentes e melhor aproximar tais temáticas da realidade dos estudantes, descontruindo mitos e discursos “oficiais”, muitos dos quais, inclusive, veiculados nos livros didáticos de geografia.


 
11ENC7 - EXPERIMENTOS DE FÍSICA
 
Local: Instituto de Física
PROF. CLAUDIO FURUKAWA
 
Conteúdo: Mecânica (cinemática, dinâmica e estática), hidrostática, ótica, termodinâmica, eletricidade e eletromagnetismo, além de noções básicas de técnicas de manuseio e sopro em vidros.
Metodologia: Aulas teóricas iniciais e aulas práticas e oficinas.
 

11ENC8 - O USO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS COMO FACILITADOR EM UM ENSINO INTERATIVO E PARTICIPATIVO EM CIÊNCIAS NATURAIS
 
Local: Instituto de Física
PROFª VERA HENRIQUES / PROF. KATIA VARELLA ROA / PROF. CARLOS MARCELO ALMEIDA
 
Com a inclusão das tecnologias na rede pública estadual e municipal temos percebido que há professores com dificuldades. O curso pode auxiliar no desenvolvimento de uma ação pedagógica mais ampla, ao transformar a sala de aula em um espaço de inclusão digital. 
Objetivos:
- preparar o professor para o uso das novas tecnologias de informação e comunicação;
- promover o uso eficaz da tecnologia, a fim de que elabore ferramentas relevantes para o processo de ensino e aprendizagem do educando;
- desenvolver abordagens de ensino e aprendizagem que propicie e aperfeiçoe a prática de ensino;
- fomentar a reflexão sobre o ensino centrado no aluno;
- incutir um plano de ação que favoreça o desenvolvimento profissional do professor.
 

11ENC9 - O LUGAR DA ESCOLA PÚBLICA EM TEMPOS DE RETRAÇÃO DE DIREITOS: RESPONSABILIDADES E ARTICULAÇÃO EM REDES DE PROTEÇÃO

Local: Instituto de Física
PROFª FABIANA JARDIM
 
A instituição escolar ocupou um lugar central nos projetos de nação e de desenvolvimento ao longo dos séculos XX e XXI, em especial no pós II Guerra Mundial, quando a estruturação de sistemas escolares nacionais passa a ser uma diretriz fundamental, atrelando desenvolvimento econômico e social à garantia de direitos de cidadania. Porém, as experiências concretas de massificação escolar, as transformações profundas no mundo do trabalho e o progressivo consenso em torno de programas de austeridade e reformas estatais operaram mudanças importantes no papel e nas potencialidades da escola, notadamente a escola pública. Esvaziada de muitas de suas responsabilidades e de grande parte da sua autoridade, é sobre a escola que recaem novas tarefas e demandas; no Brasil, desde a Constituição de 1988 e desde a promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente, em 1990, temos experimentado essa ambivalência entre uma escola pública muitas vezes vista como fracassada, mas que é ao mesmo tempo espaço de garantia de direitos de cidadania de crianças e adolescentes, sendo também chamada a integrar as redes de proteção social que foram se estruturando, em especial com a efetiva presença de uma política estatal de assistência social. O curso pretende, então, refletir sobre esse cenário: seus limites, suas possibilidades, o que significa em termos de divisão de papéis entre escola, família, comunidade, outras políticas setoriais etc.

11ENC 10 - ELETROQUÍMICA: FUNDAMENTOS E APLICAÇÕES

Local: Instituto de Química
PROFª SILVIA AGOSTINHO
 

O curso terá como conteúdo: fundamentos da eletroquímica: reações de oxidação- redução e sua representação na forma de equações iônicas, conceitos de eletrodo e de potenciais de eletrodo, força eletromotriz; sistemas geradores de energia (pilhas, acumuladores e células a combustível); corrosão metálica: fundamentos, proteção e prevenção; eletrólise: fundamentos, obtenção de substâncias e eletrodeposição metálica.Serão utilizados como recursos didáticos: aulas expositivas, discussão dialogada, aulas de laboratório, aulas de exercícios e leitura e discussão de textos.


11ENC 11 - HISTÓRIA E FILOSOFIA DA ASTRONOMIA: CONCEITOS E ESTRATÉGIAS PARA SEU ENSINO

Local: Instituto de Física
PROF. JOÃO ZANETIC / PROFª FLÁVIA POLATI
 

O curso “História da Astronomia: conceitos e estratégias para seu ensino” faz pontes entre as necessidades formativas de professores do Ensino Fundamental e Médio para ministrarem temas da Astronomia presentes nos PCNs no eixo temático “Terra e Universo”. Pretendemos, por meio das atividades, tanto ensinar conteúdos de astronomia e história quanto questionar e discutir como se dá a construção deste conhecimento científico. Temos como objetivos centrais promover discussões acerca de episódios da História e Filosofia da Astronomia, buscando ensinar conteúdos e exemplificar diversas estratégias para o ensino deste aspecto em disciplinas como Ciências, Filosofia, Física, Geografia, História e Matemática. Alguns dos episódios históricos que serão explorados são: A forma da Terra para diferentes nações e o experimento de Eratóstenes; Aceitação do modelo heliocêntrico e debates do tipo Júri Simulado; O Julgamento de Galileu; Arthur Eddington e a expedição de 1919 do eclipse Solar: uma investigação de seus caminhos; Quem descobriu a expansão do universo através de um jogo. Buscaremos com estes episódios discutir tanto os conceitos físicos, astronômicos e geográficos quanto como se deu a construção desses.


11ENC 12 - CONSTRUINDO INTERDISCIPLINARIDADE E METACOGNIÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Local: Instituto de Física
PROFª VERA HENRIQUES
 
A popularização da Internet e das novas tecnologias de comunicação tem causado impactos profundos sobre diferentes aspectos da vida diária de todos nós, mas muito especialmente sobre o ensino, já que, em um mundo no qual as informações estão na palma da mão de qualquer estudante, os professores se veem desafiados na sua função de detentores do conhecimento. Por outro lado, o desenvolvimento acelerado das ciências cognitivas, do estudo da mente e do cérebro, e dos processos envolvidos no pensamento e na aprendizagem, incluindo a atividade neural que os acompanha, ganhou impulso revolucionário com as novas tecnologias de imagem e de processamento de dados. O avanço da teoria cognitiva levou, nos últimos anos, à proposta de aplicar esse conhecimento à educação, tanto no desenho de currículos, como na forma de ensinar. Combinando pesquisas em psicologia, cognição, educação e neurociências, vem surgindo uma nova teoria do “ensinar” que preconiza uma prática muito diferente da que foi utilizada nos últimos séculos, baseada na exposição da teoria e na resolução de problemas, e que é a prática na qual a grande maioria dos professores é formada. As ideias sobre novas metodologias de ensino com base na pesquisa em ciências cognitivas estão reunidas no texto, encomendado pelo Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos, “Como as pessoas aprendem: Cérebro, Mente, Experiência e Escola” (Bransford et al, 2007), sobre a melhor maneira de levar o conhecimento construído no campo das ciências cognitivas para a prática de sala de aula. Segundo esta grande revisão de estudos sobre o “ensinar e aprender”, provenientes de diferentes áreas específicas de conhecimento, foram sugeridos três princípios do aprendizado: a necessidade de levar em conta o conhecimento que o estudante traz para a sala de aula; a necessidade de construir um quadro de conceitos e fenômenos inter-relacionados; e a metacognição, ou a consciência sobre o próprio processo individual de aprendizado, por parte do estudante. Neste curso, será oferecida aos professores a oportunidade de praticar e refletir sobre a metacognição, construída sobre uma abordagem interdisciplinar das ciências a partir dos conhecimentos específicos da Biologia, da Física ou da Química.
 

11ENC 13 - CIÊNCIAS (QUÍMICA, FÍSICA, BIOLOGIA e MATEMÁTICA) COM SURDOS: COMO ELABORAR PROPOSTAS PARA UM ENSINO BILÍNGUE

Local: Instituto de Física
PROF. JUCIVAGNO SILVA
 
Este curso está sendo estruturado com base nos objetivos a seguir:
1)Contribuir para com a formação e reflexão sobre os principais desafios, barreiras e perspectivas em relação ao ensino de Ciências para os professores e intérpretes que atuam em salas de aula com alunos surdos
2)Proporcionar um ambiente de troca entre pesquisadores e professores que trabalham com alunos surdos/deficientes auditivos em escolas inclusivas, Bilíngues e especiais; 
3)Promover a reflexão sobre os aspectos socioculturais e linguísticos que devem ser considerados no processo dos planejamentos de práticas educacionais relacionadas aos alunos surdos; 
4) Discutir aspectos da avaliação, interpretação e transposição didática para o ensino de surdos. 
Desejável noção básica de libras.

11ENC 14 - COMO EXPLORAR AS PROPOSTAS CURRICULARES DO ENSINO DE FÍSICA ATRAVÉS DE EXPERIMENTOS SIMPLES

Local: Instituto de Física
PROF. FUAD SAAD
 
Objetivos: 
. Capacitar professores de Física, através de oficinas experimentais para projetar, construir e utilizar equipamentos simples para subsidiar os cursos de Física que normalmente são oferecidos no ensino médio.
. Oferecer condições para que o professor possa, também, utilizar experimentos em sala de aula, agregando, desta forma, um maior valor pedagógico às aulas de Física.