O Laboratório de Análise de Materiais por Feixes Iônicos

O Laboratório de Análises de Materiais com Feixes Iônicos da Universidade de São Paulo (LAMFI-USP) é um laboratório multiusuário criado para desenvolver e otimizar métodos atômico-nucleares empregados na análise de materiais e para disponibilizar esses recursos para pesquisadores no Brasil e no exterior. Usuários do LAMFI-USP podem ser pesquisadores acadêmicos, seus alunos, empresas ou cientistas em geral. O Laboratório opera um acelerador eletrostático Pelletron Tandem 5SDH produzido pela National Electrostatic Company,nos EUA, com tensão máxima de 1,7 MV acoplado a três linhas de feixe que alimentam respectivamente as estações de análise RBS/ERDA/NRA em vácuo, PIXE em vácuo e o arranjo para análises PIXE em feixe externo.

Instalado em 1992, o LAMFI-USP é gerido por um comitê gestor, composto por docentes do Instituto de Física e da Escola Politécnica da USP. O laboratório é utilizado por um grande número de pesquisadores e grupos de pesquisa, com resultados nas mais variadas áreas do conhecimento, tais como pesquisas em novos materiais, filmes finos semicondutores ou magnéticos, pesquisas ambientais, especialmente aerossóis atmosféricos e poluição do ar e a análises de objetos do patrimônio artístico e cultural. O comitê de usuários permite uma conexão direta entre os usuários e o coordenador do LAMFI-USP, para encaminhar reclamações e demandas ao Laboratório.
 
O LAMFI-USP executa análises não acadêmicas para indústria e usuários privados. O uso acadêmico do LAMFI, em geral solicitado por usuários universitários, é isento de custo mas supõe que o usuário cite o termo “LAMFI-USP" em seus trabalhos ou publicações. Apesar da isenção, mas no interesse comum, espera-se que os pesquisadores colaborem voluntariamente com o reembolso de despesas do laboratório. Análises no LAMFI-USP podem ser solicitadas através de formulário disponível neste site. O LAMFI-USP é mantido pela Universidade de São Paulo e conta com apoio das agências de fomento FAPESP, CNPq, INCT, CAPES e FINEP.