Física para Todos 2007

O Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IFUSP) apresenta o Ciclo de Palestras Física para Todos, em linguagem acessível ao grande público. As palestras, proferidas por alguns dos melhores professores e pesquisadores de Física do IFUSP, tratam de temas contemporâneos e relevantes e pretendem mostrar que a Física está presente em muitos aspectos na vida das pessoas. As palestras são gratuitas e apresentadas na Estação Ciência, Museu Paulista e no Centro Cultural São Paulo. Consulte: http://www.if.usp.br/eventos.shtml.

 

Estação Ciência, Rua Guaicurus, 1394, Lapa, São Paulo; Auditório Ernst Hamburger. Podem ser feitas inscrições: eventos@eciencia.usp.br/, Tel: (11) 3675 8828; sábados, 15h.

 
14 de abril: ESTUDO DAS MOLÉCULAS DA VIDA
PALESTRANTE: Profa. Dra. M. Teresa Lamy - Departamento de Física Geral, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

05 de maio: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: usos, abusos, enganos e a inexorável flecha do tempo
PALESTRANTE: Profa. Dra. Maria Regina Dubeaux Kawamura - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

 

02 de junho: FÍSICA NUCLEAR, CONHECIMENTO, TECNOLOGIA, VISÃO DE MUNDO E PODER
PALESTRANTE: Prof. Dr. Luis Carlos de Menezes - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

11 de agosto: RAIOS X - DA MEDICINA À NANOTECNOLOGIA
PALESTRANTE: Profa. Dra. Márcia de Abreu Fantini - Departamento de Física Aplicada, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

1º de setembro: NASCIMENTO, VIDA E MORTE DAS ESTRELAS
PALESTRANTE: Prof. Dr. Edilson Crema - Departamento de Física Nuclear, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

06 de outubro: SUPERCONDUTIVIDADE: DA TELEFONIA CELULAR AO TREM QUE LEVITA
PALESTRANTE: Prof. Dr. Renato de Figueiredo Jardim - Departamento de Física dos Materiais e Mecânica, Instituto de Física, Universidade de São Paulo


10 de novembro: A NOVA REVOLUÇÃO NO ENTENDIMENTO DO UNIVERSO ESTÁ CHEGANDO!
PALESTRANTE: Prof. Dr. Oscar José Pinto Éboli - Departamento de Física Matemática, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

Museu Paulista, Parque da Independência, s/n, Ipiranga, São Paulo; Anfiteatro. Mais informações: (11) 6165 8006; terças (1º semestre) ou quintas-feiras (2º semestre), 14h.

17 de abril: FÍSICA NUCLEAR, CONHECIMENTO, TECNOLOGIA, VISÃO DE MUNDO E PODER
PALESTRANTE: Prof. Dr. Luis Carlos de Menezes - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

22 de maio: ESTUDO DAS MOLÉCULAS DA VIDA
PALESTRANTE: Profa. Dra. M. Teresa Lamy - Departamento de Física Geral, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

19 de junho: RAIOS X - DA MEDICINA À NANOTECNOLOGIA
PALESTRANTE: Profa. Dra. Márcia de Abreu Fantini - Departamento de Física Aplicada, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

23 de agosto: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: usos, abusos, enganos e a inexorável flecha do tempo
PALESTRANTE: Profa. Dra. Maria Regina Dubeaux Kawamura - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

 

20 de setembro: SUPERCONDUTIVIDADE: DA TELEFONIA CELULAR AO TREM QUE LEVITA
PALESTRANTE: Prof. Dr. Renato de Figueiredo Jardim - Departamento de Física dos Materiais e Mecânica, Instituto de Física, Universidade de São Paulo


18 de outubro: NASCIMENTO, VIDA E MORTE DAS ESTRELAS
PALESTRANTE: Prof. Dr. Edilson Crema - Departamento de Física Nuclear, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 
22 de novembro: A NOVA REVOLUÇÃO NO ENTENDIMENTO DO UNIVERSO ESTÁ CHEGANDO!
PALESTRANTE: Prof. Dr. Oscar José Pinto Éboli - Departamento de Física Matemática, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

Centro Cultural São Paulo, Rua Vergueiro, 1000, São Paulo; Sala de Debates; sábados, 14h30.

 

11 de agosto: NASCIMENTO, VIDA E MORTE DAS ESTRELAS
PALESTRANTE: Prof. Dr. Edilson Crema - Departamento de Física Nuclear, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

25 de agosto: SUPERCONDUTIVIDADE: DA TELEFONIA CELULAR AO TREM QUE LEVITA
PALESTRANTE: Prof. Dr. Renato de Figueiredo Jardim - Departamento de Física dos Materiais e Mecânica, Instituto de Física, Universidade de São Paulo 


1º de setembro: ESTUDO DAS MOLÉCULAS DA VIDA
PALESTRANTE: Profa. Dra. M. Teresa Lamy - Departamento de Física Geral, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

29 de setembro: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: usos, abusos, enganos e a inexorável flecha do tempo
PALESTRANTE: Profa. Dra. Maria Regina Dubeaux Kawamura - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

 

06 de outubro: FÍSICA NUCLEAR, CONHECIMENTO, TECNOLOGIA, VISÃO DE MUNDO E PODER
PALESTRANTE: Prof. Dr. Luis Carlos de Menezes - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

20 de outubro: A NOVA REVOLUÇÃO NO ENTENDIMENTO DO UNIVERSO ESTÁ CHEGANDO!
PALESTRANTE: Prof. Dr. Oscar José Pinto Éboli - Departamento de Física Matemática, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

 

10 de novembro: RAIOS X - DA MEDICINA À NANOTECNOLOGIA
PALESTRANTE: Profa. Dra. Márcia de Abreu Fantini - Departamento de Física Aplicada, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

 

RESUMOS DAS PALESTRAS

 

FÍSICA NUCLEAR, CONHECIMENTO, TECNOLOGIA, VISÃO DE MUNDO E PODER
PALESTRANTE: Prof. Dr. Luis Carlos de Menezes - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

Há cerca de cem anos os físicos "dialogam" com o interior dos núcleos, interpretando as radiações ionizantes, entrevendo estruturas submicroscópicas e identificando partículas componentes do núcleo e forças fundamentais da natureza. Nesse último século, isso se tornou instrumento para compreender como funcionam as estrelas (porque Deus não precisa "trocar as baterias" delas...), para destruir cidades inteiras (Hiroshima e Nagazaki...), para energizar cidades (usinas nucleoelétricas...), ou para salvar muitas vidas (medicina nuclear...). Hoje, a energia  nuclear é vista como alternativa energética que não produz efeito estufa, mas não se tem saída efetiva para os rejeitos nucleares. Também hoje, falta uma política mundial efetiva para evitar a proliferação das armas nucleares, muito menos para eliminar as milhares de ogivas existentes, capazes de varrer a vida humana no planeta. A conversa que propomos é: partir de uma compreensão mínima de como essas coisas funcionam, pensarmos juntos o que fazer com este conhecimento para que o futuro seja um tempo em que valha a pena estar vivo...

 
ESTUDO DAS MOLÉCULAS DA VIDA
PALESTRANTE: Profa. Dra. M. Teresa Lamy - Departamento de Física Geral, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

São quatro as grandes moléculas, ou agregados de moléculas, presentes nos seres vivos: proteínas, ácidos nucléicos, carboidratos, e lipídios constituindo as membranas das células. As funções destas moléculas nos organismos estão relacionadas às suas estruturas. Porém, o conhecimento destas estruturas não é fácil, pois mesmo uma molécula grande, como uma proteína, é muito pequena para ser "enxergada" facilmente em um laboratório. Vamos discutir como técnicas físicas contribuem para o conhecimento da estrutura e função de moléculas biológicas. 

 

RAIOS X - DA MEDICINA À NANOTECNOLOGIA
PALESTRANTE: Profa. Dra. Márcia de Abreu Fantini - Departamento de Física Aplicada, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

 

Os raios X foram assim chamados em 1896 pelo seu descobridor Wilhelm Konrad Roentgen por causa de sua natureza então desconhecida. Nos anos que se seguiram a esta descoberta, grandes esforços foram feitos para se entender o que são os raios-X, ou seja, as propriedades  desta radiação. O grande impacto dessa descoberta foi, e ainda é, sua aplicação na área médica.  Em 1912, Max von Laue mostrou que os raios X podiam também desvendar o interior de certos materiais, chamados cristais. Com estes estudos foram estabelecidos os fundamentos científicos da estrutura cristalina da matéria. O fato do comprimento de onda dos raios X se situar na faixa de nanômetro os torna apropriados ao estudo de sistemas com estas dimensões, que têm sido mais recentemente tratados na Nanociência e suas aplicações, a Nanotecnologia. Na palestra, apresentaremos como métodos experimentais, cada vez mais sofisticados, vêm ampliando a aplicação dos raios X na solução de problemas que envolvem várias ciências interligadas, como a Física, a Química, a Biologia e a Medicina.

 

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: usos, abusos, enganos e a inexorável flecha do tempo
PALESTRANTE: Profa. Dra. Maria Regina Dubeaux Kawamura - Departamento de Física Experimental, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

A proposta de desenvolvimento sustentável é aceita com quase unanimidade, mesmo envolvendo diferentes compreensões. Parece que todo mundo concorda, mas não sabe bem definir ou caracterizar. Será viável ou é apenas uma bandeira de ecologistas? E se viável, quanto tempo nos 'restaria'? Quais previsões são confiáveis? Pretende-se discutir até que ponto essas questões são passíveis de respostas a partir da perspectiva da Física, utilizando conceitos como, por exemplo, energia, entropia e equilíbrio.

 

SUPERCONDUTIVIDADE: DA TELEFONIA CELULAR AO TREM QUE LEVITA
PALESTRANTE: Prof. Dr. Renato de Figueiredo Jardim - Departamento de Física dos Materiais e Mecânica, Instituto de Física, Universidade de São Paulo

Alguns elementos químicos, ligas inter-metálicas e compostos inter-metálicos e cerâmicos apresentam a propriedade de conduzir corrente elétrica com ausência de resistência elétrica abaixo de uma dada temperatura. Esses materiais são chamados de supercondutores e essa propriedade manifesta-se em temperaturas muito baixas, em geral abaixo de - 120 graus Celsius. Alem da resistência elétrica nula, os materiais no estado supercondutor apresentam a propriedade de expulsar o fluxo magnético do seu interior quando submetidos a um campo magnético. Isso ocorre devido a uma propriedade conhecida como diamagnetismo perfeito. Essas duas características dos supercondutores, em conjunto com muitas outras, proporcionam o uso desses materiais em diversas aplicações tecnológicas. Neste seminário serão apresentadas algumas das propriedades interessantes de materiais supercondutores, suas aplicações tecnológicas e uma demonstração experimental da expulsão do fluxo magnético no estado supercondutor.

 

NASCIMENTO, VIDA E MORTE DAS ESTRELAS
PALESTRANTE: Prof. Dr. Edilson Crema - Departamento de Física Nuclear, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

Todas as estrelas apresentam um ciclo de vida. "Nascem" pelo agrupamento gravitacional de uma grande massa de gases, "crescem" devido às forças gravitacional, elétrica e nuclear, atingem uma maturidade instável e têm uma "morte"  mais ou menos espetacular, dependendo da grandeza do estrelato. Esse é um dos poucos cenários onde a evolução de um sistema depende de um delicado balanço das três forças mais importantes da natureza, apesar das diferenças de intensidades entre elas. A compreensão (ainda que incipiente) desse processo é uma excelente maneira de compreender o papel fundamental da força nuclear na vida (passada, presente e futura) do nosso Sol, da Terra e de todo o Universo. Além disso, poderemos admirar a simplicidade e a pujança de um dos mais espetaculares eventos da natureza.

 
A NOVA REVOLUÇÃO NO ENTENDIMENTO DO UNIVERSO ESTÁ CHEGANDO!
PALESTRANTE: Prof. Dr. Oscar José Pinto Éboli - Departamento de Física Matemática, Instituto de Física, Universidade de São Paulo.

Há milhares de anos a humanidade pergunta-se quais  são os blocos fundamentais que compõem toda a matéria, e eventualmente o Universo. A resposta a esta questão variou muito ao longo dos tempos, conforme a  capacidade de observação e a tecnologia de cada época.  A Física de Partículas moderna é o mais ambicioso e organizado esforço humano para compreender a matéria no seu nível mais básico. Entrará em operação em 2007 um novo acelerador de partículas, o Large Hadron Collider (LHC) do CERN, o qual será o maior "microscópio" já construído. Os experimentos do LHC, que têm colaborações internacionais que incluem brasileiros, poderão responder a algumas das questões fundamentais sobre a matéria, entre elas, qual é a origem da massa das partículas, bem como do que é feita a matéria escura, ou ainda as possibilidades das forças fundamentais da natureza poderem ser unificadas em uma única força. Não se sabe o que o futuro nos reserva, mas com certeza teremos uma revolução no nosso entendimento da matéria com a

entrada em operação do LHC.

Nesta palestra discutiremos, em linguagem acessível, o entendimento atual da Física de Partículas, bem como o que pode ser aprendido utilizando este novo acelerador, avançando, assim, a nossa visão do Universo físico.