Falta de governança centralizada dificulta combate a crises de saúde e climática

Segundo Paulo Artaxo, é impossível combater as crises de saúde, climática e de biodiversidade com ações fragmentadas ao redor do globo

Por: Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


Em entrevista ao Jornal da USP no Ar, o professor Paulo Artaxo, do Instituto de Física (IF) da USP, informa que o mundo passa por três crises simultâneas: de saúde, climática e de biodiversidade. Ambas têm a superexploração dos recursos naturais do planeta como causa comum. A devastação de florestas aumenta o contato humano com animais, o que facilita a transmissão de vírus ainda desconhecidos pela ciência e pode ocasionar novas epidemias. Um fator agravante para crises de saúde, como a de covid-19, é a falta de governança centralizada. Saiba mais...


Imagem: 123RF