Todas as Notícias

Comunicado da Vice-Reitoria sobre ajustes na apuração e aplicação dos limites salarias

São Paulo, 30 de setembro de 2014.


GVR/CIRC/020/2014

Senhor (a) Dirigente

Tendo em vista posicionamentos do e. Tribunal de Contas do Estado sobre a remuneração de servidores da Universidade de São Paulo (TC nº 002717/026/08 e TC nº 00195/026/11, que tratam, respectivamente, dos Balanços Gerais de Contas dos exercícios financeiros de 2008 e 2011) e estudos da d. Procuradoria Geral da USP, informamos que, a partir da folha de pagamentos do mês de setembro, a ser creditada no próximo dia 6 de outubro , será necessário efetuar ajustes na apuração e aplicação dos limites salariais estabelecidos no artigo 1º da Emenda Constitucional nº 41, de 19 de dezembro de 2003.

Assim, de forma a não ultrapassarem, em conjunto com as demais vantagens, o limite do artigo 37, inciso XI, da Constituição Federal, serão integradas ao cômputo do teto remuneratório constitucional:

a) as gratificações vigentes após a E.C. nº 41/2003, incluindo Gratificação por elaboração/execução de trabalho técnico (Portaria GR nº 3.924/08), Gratificação de avaliação da carreira docente (Portaria GR nº 5.562/12), Gratificação para membros CCAD/CAS (Portaria GR nº 5.773/12), Gratificação Escola Técnica de Gestão USP (Resolução nº 6.508/13), Gratificação por avaliação mérito acadêmico e cultural (Portaria GR nº 6.295/13), Gratificação desempenho atividades Programa PPVUSP (Resolução nº 6.586/13 e Portaria GR nº 6.325/13), entre outras;

b) a soma dos salários nos casos das acumulações remuneradas;

c) as parcelas pagas a título de horas ou serviços extraordinários.

Isto posto, solicitamos a V. Sa. dar ciência do teor deste ofício aos servidores de sua Unidade/Órgão.

Atenciosamente,

Prof. Dr. Vahan Agopyan
Vice-Reitor

Livro Digital sobre Objetos Simuladores (phantoms) com capítulo escrito por docente do IFUSP

Livro: The Phantoms of Medical and Health Physics
Devices for Research and Development Series: Biological and Medical Physics, Biomedical Engineering
DeWerd, Larry A., Kissick, Michael (Eds.)

O livro traz uma visão abrangente sobre todos os tipos de objetos simuladores (phantoms) utilizados na área de imagens médicas e terapia, bem como em outros campos da Física na área de Saúde. Destacam-se contribuições para a dosimetria das radiações ionizantes no que diz respeito a questões de composição dos materiais, forma e movimento, efeitos de posicionamento. A publicação explora as características físicas e as indicações desses objetos simuladores para cada tipo de tecnologia de imagens médicas, que requer materiais e projetos específicos. Objetos simuladores para a Física na área de Saúde, na qual a heterogeneidade do material é de grande importância para a correta determinação das doses de radiação específicas em um órgão do corpo humano a partir de fontes distribuídas em outros órgãos.

Os leitores poderão usar este livro para selecionar o objeto simulador apropriado de um determinado fabricante, para uso em clínicas de imagem ou terapia, como material didático, para escolher os materiais para o desenvolvimento de um objeto simulador, para projetar características dinâmicas, e como referência para uma variedade de aplicações. O professor do IFUSP Paulo R. Costa, do Grupo de Dosimetria das radiações e Física Médica, foi o autor do capítulo que trata de objetos simuladores aplicados à Tomografia Computadorizada. O link para o livro é:

http://www.springer.com/physics/applied+%26+technical+physics/book/978-1-4614-8303-8

Participação do Instituto de Física na Virada Científica da USP

Instituto de Física participa da Virada Científica

 

Serão mais de 10 atividades, entre palestras e shows de física; Instituto é responsável ainda pela concepção e coordenação do evento.

 

O Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IF/USP) participa da primeira edição da Virada Científica, promovida pela USP em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). A Virada Científica terá 24 horas de duração, com início no dia 11 de outubro, e traz mais de 100 atividades. A concepção e a organização do evento são dos professores Mikiya Muramatsu e Vera Bohomoletz Henriques, ambos do IF/USP.

Entre as atividades que o Instituto leva à Virada está a palestra “Deus e diabo na nanotecnologia”, ministrada pelo professor e diretor do IF/USP Adalberto Fazzio. Além de ensinar conceitos básicos da nanociência, a discussão também abordará as mudanças industriais que serão causadas pela nanotecnologia. Segundo cientistas, essa área da ciência será a maior revolução industrial de todos os tempos.

O IF/USP também abre as portas de oito laboratórios para visitação guiada. De maneira interativa, o público vai conhecer de perto o acelerador de partículas Pelletron, um reator de fusão nuclear controlada e um experimento de levitação supercondutora. Estão no roteiro os laboratórios: Aberto de Física Nuclear, Materiais e Feixes Iônicos, Acelerador Linear, Física de Plasmas, Materiais Magnéticos, Estado Sólido e Baixas Temperaturas, Líquidos Criogênicos e de Cristalografia.

Para quem prefere uma atividade mais interativa e divertida, é só reservar uma vaga para o Show de Física ou aparecer para brincar com o Arte e Ciência. Sucesso entre a garotada, as atividades ensinam conceitos fundamentais da física, como energia, eletrostática e dinâmica de fluídos. O Arte e Ciência, que estará na Praça do Relógio das 9h às 17h, traz ainda brincadeiras de biologia e química. O Show de Física terá quatro sessões (9h, 11h, 14h e 16h), com inscrições limitadas e realizadas pelo site do evento.

Também estão na programação do IF/USP a palestra “O Bóson de Higgs”, da professora Marina Nielsen, e a exposição Occhialini, que será montada junto aos laboratórios abertos à visitação. Veja programação completa do evento no site www.prceu.usp.br/viradacientifica a partir de início de 6 outubro

Data Publicação: 
quarta-feira, 1 Outubro, 2014
Data de Término da Publicação da Notícia: 
segunda-feira, 13 Outubro, 2014

Professor José Goldemberg receberá o 18º Prêmio Professor Emérito - Troféu Guerreiro da Educação - Ruy Mesquita

O ProfessorJosé Goldemberg receberá o 18º Prêmio Professor Emé­rito – Troféu Guerreiro da Educação – Ruy Mesquita, concedido anualmente a uma personalidade de destaque na educação brasileira. Pro­movido pelo CIEE em parceria com o Estadão, o prêmio será entregue no Dia do Profes­sor (15 de outrubro, às 10 horas), no Teatro CIEE, após um café da manhã, em cerimônia para convidados.

“Trata-se de uma justa homenagem à figura hoje insuficientemente lembrada do educador”, afirma Ruy Martins Altenfelder Silva, presidente do Conselho de Administração do CIEE e da comissão julgadora do prêmio. “Para reforçar o reconhecimento, a entrega da láurea e do troféu ocorre exatamente no Dia do Professor, uma data quase esquecida no calendário das comemorações nacionais”, conclui.

Autor de várias obras científicas, doutor em ciências físicas e professor pesquisador de universida­des brasileiras e do exterior, Goldemberg tem significativa trajetória na área educacional, tendo sido reitor da USP, entre ou­tras atividades.

Também deu relevante contribuição à administração pública, como ministro da Educação e secretário do Meio Ambiente (Federal) e secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

O Prêmio Professor Emérito – Troféu Guerreiro da Educação – Ruy Mesquita é concedido anualmente a um educador que tenha prestado contribuição destacada ao ensino e ao desenvolvimento em áreas relevantes do conhecimento. O homenageado é escolhido a partir de uma lista de nomes sugeridos num processo aberto, do qual participam conselheiros do CIEE, Professores Eméritos anteriores e personalidades dos mundos acadêmico e empresarial.

Com a escolha de William Saad Hossne, o Prêmio Professor Emérito chegou à sua 17.ª edição, já tendo sido outorgado a Delfim Netto (2012), Angelita Gama (2011), José Cretella Junior (2010), Adib Jatene (2009), Ruth Cardoso, Miguel Reale, Esther de Figueiredo Ferraz, Paulo Vanzolini, Ives Gandra Martins, entre outras personalidades.

Mais informações: email jacyra@cieesp.org.br

Da Assessoria de Comunicação do CIEE

Livro Digital sobre Radiologia Diagnóstica com capítulo escrito por docente do IFUSP

Livro digital com capítulo de docente do IFUSP: Diagnostic Radiology
Physics: A Handbook for Teachers and Students

Recém lançada, esta publicação é  destinada a alunos e professores
envolvidos em programas que treinam físicos médicos para o trabalho em
radiologia diagnóstica. Ele aborda desde os conhecimentos básicos de física
necessários para a prática da radiologia diagnóstica até os mais recentes
avanços na área. Isso o torna particularmente útil para estudantes de
graduação e residentes em programas de física médica. O material
apresentado na publicação foi apoiado pelas principais organizações
internacionais da área e é a base para cursos acadêmicos e clínicos, tanto
física radiologia diagnóstica e em áreas emergentes, como a imagem em
radioterapia. O livro está disponível no link abaixo, foi escrito por 41
autores, e tem um capítulo da Profa. Elisabeth Yoshimura

http://www-pub.iaea.org/books/IAEABooks/8841/Diagnostic-Radiology-Physics-A-Handbook-for-Teachers-and-Students

Seminário: "Financiamento da educação pública no Brasil e em São Paulo"

Seminário de Ensino


"Financiamento da educação pública no Brasil e em São Paulo"


Prof. Dr. Otaviano Helene, FEP, IFUSP


30 de setembro, terça-feira, Auditório Adma Jafet, IFUSP, às 16h


Serão apresentadas informações relativas ao financiamento da educação pública no  Brasil e no estado de São Paulo. Essas informações serão analisadas sob vários ângulos, incluindo os diferentes níveis de ensino. Serão também analisadas as consequências do Plano Nacional de Educação recentemente  aprovado e as perspectivas dos recursos gerados pelos royalties do pré-sal.

Virada Científica da USP

Virada Científica de São Paulo terá mais de cem atrações

 

Atividades acontecem nas unidades da USP das zonas oeste, sul e centro.
Seis museus da cidade também estarão com suas portas abertas.

 

            A primeira Virada Científica da cidade de São Paulo vai deixar o universo da ciência e da tecnologia mais próximo do paulistano. Promovida pela USP, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o evento terá mais de cem atrações, com atividades que prometem agradar todos os públicos – como oficinas, exposições, experimentos, shows, peças de teatro, palestras, sessões de cinema, observação do céu e de aves.

            As atividades serão realizadas em várias unidades da USP das zonas Oeste, Sul e Centro. Sete museus da cidade também estarão com suas portas abertas. Na Cidade Universitária, os visitantes serão recepcionados na Praça do Relógio e haverá transporte gratuito para facilitar a locomoção. O evento terá 24 horas de duração, com início às 8h da manhã do dia 11. A entrada é franca para todas as atrações. Algumas atividades exigem inscrição prévia. A programação estará disponível no site www.prceu.usp.br/viradacientifica a partir de 5/10.

 

Confira abaixo alguns destaques do evento:

           

Observação do céu – Para os amantes da astronomia, a Virada reserva duas atrações. Durante o dia, um planetário inflável e digital irá simular chuvas de meteoro e a posição de estrelas das constelações dos dois hemisférios. Após o pôr do Sol, a observação do céu será realizada com o uso de três telescópios profissionais. Local: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (Rua do Matão, 1226 – Cidade Universitária). Horários: planetário digital, das 8h (11/10) às 8h (12/10); observação noturna, das 18h às 8h (12/10).

 

Célula gigante – Uma célula humana aumentada 130 mil vezes é o cenário para uma viagem ao mundo dos ribossomos, mitocôndrias e do complexo golgiense. Durante o passeio por dentro da célula, o visitante recebe explicações sobre o papel de cada uma dessas organelas para o funcionamento pleno de uma célula. Local: Instituto de Biociências (Rua do Matão, trav. 14, n 321- saguão André Dreyfus), das 9h às 17h.

 

Ciência cult – O CINUSP terá oito sessões de cinema. Para a criançada, Jimmy Neutron e A Invenção de Hugo Cabret. Para os adultos, os longas vão de Descartes, do diretor italiano Roberto Rossellini, à coletânea Jean Painlevé – Seres das Profundezas, uma reunião de curtas sobre a fauna marinha. Local: Rua do Anfiteatro, 181 – Cidade Universitária, das 11hs às 22hs. Já o Instituto Oceanográfico exibirá o longa Procurando Nemo e, na sequência, promoverá um bate-papo para explicar a ciência que existe por detrás do filme. Local: Instituto Oceanográfico - Praça Oceanográfico, 191 – Cidade Universitária, sessões às 9h e às 14h.

 

50 tons de cinza – Uma escala com graduações de cinza será usada como guia para analisar os índices de poluição do céu – tons mais escuros indicam uma qualidade ruim do ar. Depois, o visitante sai a campo e aprende a identificar, pela cor dos liquens de árvores próximas da Av. Dr. Arnaldo, o grau de poluição da região onde vive. A atividade será encerrada com uma comparação – assustadora – da cor do pulmão de duas pessoas saudáveis, uma moradora do interior e a outra, da Grande São Paulo. Local: Instituto Oscar Freire - Faculdade de Medicina (Av. Dr Arnaldo, 155, Cerqueira César), das 9h às 17h.

 

Corpo humano sem mistérios – Um ‘jornal vivo’ como o Daily Prophet, da coleção Harry Potter. É essa a experiência que o visitante terá ao direcionar a câmera de seu smartphone a uma das imagens dos oito painéis da exposição O Homem Virtual. Pelo celular, ele poderá assistir a vídeos curtos com explicações detalhadas sobre temas de saúde --como drogas, álcool e cigarro. A interação continua com seis peças anatômicas de plástico impressas em 3D. Local: Instituto Oscar Freire - Faculdade de Medicina (Av. Dr Arnaldo, 155, Cerqueira César), das 13h30 às 17h.

 

Mudança climática virtual – Em uma esfera gigante pendurada no teto serão reproduzidas imagens do comportamento da Terra durante mudanças climáticas, variações de temperatura dos oceanos e circulação oceânica e durante as rotas migratórias de animais marinhos. A “Science on a Sphere”, como é conhecida a esfera, foi idealizada pela Administração Nacional de Atmosferas dos Estados Unidos e é a única unidade em toda a América Latina. Local: Museu Oceanográfico (Praça Oceanográfico, 191 – Cidade Universitária), das 10h às 18h.

 

Laboratórios high tech – Tour guiado para laboratórios. Uma das atrações será o Tanque de Provas Numérico, criado para prever o comportamento de plataformas de produção e exploração de petróleo e gás sob os efeitos do vento, de correntes, marés e outros agentes físicos. Os visitantes assistirão à simulação do comportamento de um protótipo de navio enfrentando intempéries climáticas. Outra atração é o simulador de uma cabine de avião. Local: Escola Politécnica (Av. Prof. Luciano Gualberto, 380), das 13h às 17hs. Já No Tour Atômico os visitantes irão conhecer oito laboratórios, como o de Física Nuclear e o Laboratório de Acelerador Linear. Local: Instituto de Física (Rua do Matão, Travessa R, n 187), das 9h às 16h.

 

Brincadeira dos velhos tempos – Para criar seu próprio jogo de tabuleiro, o visitante irá utilizar cartolina, lápis colorido e alguns dados ou cartas de baralho. Durante o workshop, ele aprende o processo de criação profissional de jogos e como unir criatividade com um roteiro bem acabado. Quem prefere uma atividade ao ar livre, pode optar por fazer (e empinar) sua própria pipa tetraédrica. Ao final, os brinquedos podem ser levados para casa. Local: Instituto de Matemática e Estatística (Rua do Matão, 1010 – Cidade Universitária), das 9h às 12h (jogos) e das 14h às 17h (jogos e pipa). Público acima dos 14 anos.

 

Observação de aves – Por uma trilha de cerca de dois quilômetros dentro do Instituto Butantan, o grupo de observadores poderá encontrar aves como o Pica-pau-de-cabeça-amarela, a Choca-da-mata e a Pula-pula. Típicas da Mata Atlântica, elas integram uma relação de quase 50 pássaros que vivem nas redondezas do Instituto. Antes de sair a campo, os interessados passam por um breve curso de observação e fotografia de aves. Oficina: Auditório sul do Instituto de Física (Rua do Matão, Travessa R, n 187), das 13h às 17h. Local de saída para a observação: Concentração no portão do Instituto Butantan dentro da USP, às 6h45 do dia 12/10.

 

Física e química no palco – Esmagar um galão de água vazio sem fazer força, arremessar foguetes com garrafa de água com pressão e tirar foto com uma lata. Ou ainda construir uma flauta transversal com cano de PVC. Os truques ganham formato de espetáculo no Show da Física e na peça Sensações e ares de escolinha do Professor Pardal com as apresentações da oficina Arte e Ciência no Parque. As brincadeiras têm o objetivo de ensinar as regras elementares da física e da química, como termodinâmica, energia e equilíbrio. Local do Show de Física: Instituto de Física (Rua do Matão, Travessa R, n 187 – Cidade Universitária), com sessões às 9h, 11h, 14h, 16h e 19h. Local da Peça Sensações: anfiteatro do Instituto de Química (Av. Prof. Lineu Prestes, 748 – Cidade Universitária), com sessões às 10h, 14h e 16h. Local da oficina Arte e Ciência no Parque: Praça do Relógio da Cidade Universitária, das 9h às 17h.

 

Terremoto no pé – Com um pulo, a criançada irá “provocar um terremoto” e medir o tremor com a ajuda de um sismógrafo. Além de ver na prática como uma onda se propaga pelo solo, ele irá aprender a importância de um terremoto e como é feito o monitoramento desses tremores pelo mundo dentro do Centro de Sismologia. Local: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (Rua do Matão, 1226 – Cidade Universitária), das 8h às 8h (12/10).

 

Um fóssil pra chamar de seu – Na Oficina de Réplicas, a criançada faz uma cópia em gesso de um fóssil para levar para casa. A atividade acontece no Parque CienTec, onde haverá também corrida de baratas, partida de futebol de robôs e caça ao tesouro com bússola. Quem preferir brincar ao ar livre poderá fazer uma trilha guiada, escalar uma árvore ou participar da corrida de remo e do cabo de guerra. Local: Parque CienTec (Av. Miguel Estéfano, 4200, Água Funda (próximo ao Zoológico), das 9h às 16h30.

 

Como ser um cientista – Mistura de palestra e show de mágica com o objetivo de mostrar o que é ser um cientista. Características como curiosidade, intuição e leitura eficaz de dados são ilustradas com números de mágica. Local: Instituto de Matemática e Estatística (Rua do Matão, 1010 – Cidade Universitária), das 18h às 18h50.

 

Para gostar de matemática – Pratos que transformam som em desenho, montanhas de areia que mudam de formato e um emaranhado de nós. As surpresas da geometria esférica vistas em uma esfera redonda, que faz de “retas”, grandes círculos. Essas são apenas algumas das peças da Matemateca, a exposição interativa que ensina matemática brincando. Local: Instituto de Matemática e Estatística (Rua do Matão, 1010 – Cidade Universitária), das 10h às 18h30.

 

*****************************

 

ATENDIMENTO À IMPRENSA

Acadêmica Agência de Comunicação - www.academica.jor.br

Érika Coradin - erika@academica.jor.br

11 + 5081-5237 – 5549-1863

Data Publicação: 
segunda-feira, 13 Outubro, 2014
Data de Término da Publicação da Notícia: 
segunda-feira, 13 Outubro, 2014

Recadastramento de ramais telefônicos do IFUSP

Prezados Docentes e Funcionários,
 
A Seção de Gestão de Telecomunicações, da Divisão de Telecomunicações da DTI-USP solicita a todos os docentes e funcionários do IFUSP que recadastrem os ramais de seu uso ou que estão sob sua responsabilidade.
 
Para tanto, pede-se fazer a atualização dos ramais até 3 de outubro de 2014 em:
 
https://uspdigital.usp.br/telefonia/listaTelefonica
Entrar > Meus Dados
 
Posteriormente, os ramais que não forem recadastrados passarão para uma lista de ramais liberados para reutilização.

Atenciosamente,

Assistência Administrativa - IFUSP e SCGT-DVT-DTI-USP

Colóquios do Departamento de Física Matemática

COLÓQUIO DO DEPARTAMENTO DE FÍSICA MATEMÁTICA


30/09/2014 (Terça-feira) - 11h - Sala Jayme Tiomno


"Elko and Mass dimension one fermions"

Prof. Dharam Ahluwalia (UNICAMP)

The basic purpose of this talk is to present a in broad brush manner the 2005 unexpected theoretical discovery of mass dimension fermions and some very recent developments. In particular Ill argue as to why the no go theorem that spin 1/2 supports only Dirac, of which Majorana is a special case, field can be circumvented. The construct is straight forward with a range of subtle and hitherto unappreciated aspects. Ill point out some of these which the audience may pursue at their leisure with their own pencil, and paper.


---------------------------------------------------------------------
COLÓQUIO DO DEPARTAMENTO DE FÍSICA MATEMÁTICA


30/09/2014 (Terça-feira) - 14h - Auditório Novo I


"The Lagrangian for mass dimension one fermions"

Dr. Cheng-Yang Lee (UNICAMP)

The mass dimension one fermionic field associated with Elko satisfies the Klein-Gordon but not the Dirac equation. However, a Klein-Gordon Lagrangian does not provide a satisfactory description of the mass dimension one fermions. In this presentation, I propose a new Lagrangian resolving the last outstanding issues and discuss some of the recent progresses on the theory.

Páginas