Física de plasma

O plasma, componente fundamental do sol e das estrelas, é constituído de um sistema de partículas carregadas, geralmente elétrons e íons positivos, macroscopicamente neutro. Está presente na magnetosfera, sendo observado na aurora polar e em arcos elétricos. No laboratório, é geralmente produzido pela ionização de moléculas e átomos de gases por meio de campos eletromagnéticos fortes. As partículas carregadas resultantes não estão ligadas, mas interagem através de seus campos, produzindo um comportamento coletivo. O confinamento magnético de plasma de alta temperatura é o principal tema de pesquisa do Laboratório de Física de Plasma, conduzido por meio de um tokamak de tamanho médio, uma câmara toroidal com campo magnético axial, para confinamento de plasmas de alta temperatura. Os principais interesses do laboratório são o estudo da estabilidade, transporte e aquecimento do plasma confinado, longe do equilíbrio térmico, que são processos fundamentais para o desenvolvimento de futuros reatores de fusões e para aplicações tecnológicas.

Física de plasma
Artour Grigorievich Elfimov
Iberê Luiz Caldas
Ivan Cunha Nascimento
José Helder Facundo Severo
Ricardo Magnus Osório Galvão
Ruy Pepe da Silva
Zwinglio Guimarães Filho