Titulado do Programa de Física da USP conquista Menção Honrosa do Prêmio CAPES de Tese 2015

É com satisfação que a Comissão de Pós-Graduação parabeniza o Dr. Marcelo Victor Pires de Sousa, titulado do Programa de Física da USP, o qual obteve Menção Honrosa do Prêmio Capes de Tese 2015 da área de Astronomia / Física pela tese “Interação de laser com neurônios: óptica de tecidos e fotoneuromodulação da dor”, defendida no ano de 2014, sob orientação da Profa. Dra. Elisabeth Mateus Yoshimura e coorientação do Prof. Dr. Carlos Amilcar Parada. Reiteramos o elogio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que afirma que a “contribuição certamente será de extrema valia para o desenvolvimento e aprimoramento da área, bem como para o avanço da pós-graduação e do conhecimento científico de qualidade no Brasil”. Esta honraria é muito importante para nossa pós-graduação, pois atesta a qualidade da produção científica do nosso Programa. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União de 31 de agosto de 2015, seção 1, páginas 23 a 27, Portaria n° 109.

Segundo o Dr. Marcelo Victor Pires de Sousa, "dores crônicas acometem um terço da população mundial (2,5 bilhões de pessoas) e esse número tende a aumentar devido ao envelhecimento da população. O estudo descrito nessa tese serve como base para uma mudança de paradigma no tratamento dessas dores uma vez que descreve um tratamento eficaz e sem efeitos adversos. A Terapia com Luz de Baixa Intensidade (TLBI) permite tratar dores agudas e crônicas de forma simples, eficiente e de baixo custo. A TLBI estimula os neurônios a liberarem analgésicos endógenos, portanto, fazem uma inibição sensorial total e inespecífica. No entanto, os efeitos analgésicos da TLBI transcraniana, com iluminação direta do cérebro ainda não havia sido testada. A tese 'Interação de laser com neurônios: óptica de tecidos e Fotoneuromodulação da dor' foi o primeiro registro cientifico da atenuação da dor, em organismos vivos (camundongos Balb/C) provocada pela Fotoneuromodulação (termo cunhado especificamente nessa tese) de analgésicos endógenos. Esta Tese estudou e esclareceu os mecanismos de ação da fotoneuromodulação da dor, ou seja, como a luz altera o funcionamento de neurônios podendo levar a efeitos como o bloqueio da transmissão da informação nociceptiva. Para isso, o comportamento de camundongos submetidos a modelos de dor e tratados com TLBI transcraniana foram avaliados. Demonstramos as alterações celulares e tissulares em ensaios de imunofluorescência e microscopia confocal. Descrevemos as alterações celulares, tissulares e comportamentais nos camundongos tratados com luz. O conhecimento adquirido servirá a pesquisas translacionais com o intuito de viabilizar aplicações clínicas padronizadas em Fotomedicina".

O Dr. Marcelo também faz uma declaração pessoal a respeito do Prêmio: "Estou muito feliz pela menção honrosa no prêmio capes de melhores teses 2014 na Área Astronomia e Física. Fiquei surpreso e emocionado, foram muitos anos de dedicação e esse tipo de prêmio nos dá ânimo para continuar pesquisando. Sou muito grato a todos que ajudaram e torceram pela realização dessa pesquisa, principalmente minha orientadora Elisabeth Mateus Yoshimura".

Para mais informações sobre o prêmio, acesse: http://www.capes.gov.br/premiocapesdetese.

Para consultar a tese premiada, acesse: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/43/43134/tde-28112014-110039/p....

Foto: acervo pessoal