Todas as Notícias

Com mobilização, cientistas se engajam na luta contra o racismo

Em 10 de junho, atividades científicas foram interrompidas em defesa das vidas de negros

Por: Júlio Bernardes, Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


A interrupção das atividades em Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM), no último dia 10 de junho, em defesa das vidas de negros, é o tema da coluna do físico Paulo Nussenzveig. “Nesta segunda década do século 21, temos observado a preocupante popularidade crescente de ideias xenófobas e discriminatórias contra diferentes grupos, por características étnicas, religiosas ou orientação sexual”, afirma. “No Brasil, isso não é diferente. No seio de uma comunidade que deveria ser especialmente esclarecida, a comunidade acadêmica e científica, persistem odiosas formas de discriminação e abusos.” Saiba mais...


Imagem: Divulgação

 

Coursera disponibiliza diversos cursos gratuitos para estudantes da USP

Com o intuito de ajudar as instituições de ensino superior na oferta de conteúdos aos seus estudantes durante este período, o Coursera criou o programa Coursera for Campus, por meio do qual cursos das mais variadas áreas de conhecimento produzidos por diversas universidades de diferentes países estão com o acesso liberado e com certificado gratuito

Por: Pró-Reitoria de Pesquisa. Acesse aqui mais informações.


Com isso, os próprios estudantes podem selecionar cursos de seu interesse para se matricular, e os docentes podem recomendar aos alunos matriculados em suas disciplinas algum curso que possa servir como material complementar. Como o acesso aos conteúdos está liberado para os estudantes da USP, o acesso será autorizado mediante login usando o e-mail institucional (xxx@usp.br). Dentro deste programa, os cursos devem ser finalizados até o dia 30/09/2020. Saiba mais...


Imagem: Reprodução

 

Fulbright abre inscrições para o programa U.S Scholar

A Fulbright e a CAPES oferecem oportunidades para acadêmicos e profissionais norte-americanos de todas as áreas para atividades de pesquisa e ensino no Brasil

Por: Fulbright. Acesse aqui mais informações.


A bolsa prevê um valor de manutenção mensal, passagem aérea e seguro saúde para uma visita de três ou quatro meses, ou duas visitas de dois meses cada. As inscrições estão abertas até 15 de setembro no site da iniciativaVocê pode indicar seus colegas nos EUA pelo website da Fulbright, usando o botão Refer a colleague. O time do Institute of International Education (IIE), a organização que administra as inscrições ao programa nos Estados Unidos, entrará em contato com os indicados e dará o suporte necessário para que possam se candidatar. Saiba mais...


Imagem: Reprodução

Ciência e universidades livres promovem o progresso

Por Marcelo Knobel, reitor da Unicamp; Marco Antonio Zago, presidente da Fapesp; Sandro Valentini, reitor da Unesp; e Vahan Agopyan, reitor da USP

Por: Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


Reafirmar que o Brasil vive uma tripla crise – sanitária, econômica e política – pode ser um truísmo, mas permite analisar a situação da educação superior e da pesquisa científica no Estado de São Paulo a partir de uma perspectiva mais ampla, a nacional. O contraste entre o cenário do País e o estadual é incontestável. Saiba mais...


Imagem: Jornal da USP

Workshop Internacional da Pós-Graduação em Engenharia Física da UFRPE

O campus das engenharias da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) realizará o Workshop Internacional da Pós-Graduação em Engenharia Física nos dias 30 de junho e 1º de julho de 2020. O evento é gratuito e todas as palestras e apresentações serão realizadas on-line

Por: Agência FAPESP. Acesse aqui a matéria original.


O workshop contará com a presença de pesquisadores brasileiros e estrangeiros das áreas de materiais, fotônica e optoeletrônica, e também pesquisadores do setor de pesquisa e desenvolvimento da indústria. Além das palestras, o evento terá a participação dos estudantes em sessões de comunicação oral. Saiba mais...


Imagem: Divulgação

Nota de Falecimento: Prof. Roberto Salmeron

 

Roberto SalmeronPrezados colegas, 
Ontem, 17 de junho de 2020, faleceu um nobre colega nosso, o Prof. Roberto Aureliano Salmeron, aos 98 anos, que não resistiu a uma cirurgia de cálculo vesicular. 
O Prof. Salmeron nasceu em São Paulo em 16 de junho de 1922. Estudou na UFRJ e na Escola Politécnica na USP, onde trabalhou de 1947 a 1950 como pesquisador. Nesse período também trabalhou no Departamento de Física da FFCL da USP, sob a orientação dos físicos italianos Gleb Wataghin e Giuseppe Occhialini e com apenas 28 anos, Salmeron foi trabalhar no recém criado Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, CBPF, no Rio de Janeiro. Em 1953, Salmeron foi para a Universidade de Manchester, onde iniciou seus estudos de doutoramento, sob orientação do Prof. Patrick Blackett, prêmio Nobel de Física de 1948. Em 1955 tornou-se pesquisador associado no CERN, na Suíça. Em 1963 retornou ao Brasil, para trabalhar na recém criada Universidade de Brasília, mas devido às perseguições políticas, no final de 1965 retornou ao CERN. Desde 1967, Salmeron é professor da École Polytechnique, em Paris.
Ao saber do falecimento, o Prof. Silvio Salinas comentou: "Essa é uma notícia triste. Perdemos um dos pioneiros da física no Brasil, que chegou a trabalhar com o Wataghin e o Occhialini. Apesar de radicado na Europa, Salmeron era muito ligado ao Brasil. Ele nos visitou algumas vezes. No colegial estudei pelo seu ótimo livro de eletricidade. Anos mais tarde ele me disse que sobreviveu algum tempo na Europa, sem bolsa, mas com os rendimentos dos direitos autorais desse livro, que lhe eram enviados diligentemente por um dos seus cunhados."
Para aqueles que não conheceram o Prof. Salmeron, recomendo fortemente a leitura de seu discurso ao receber o Título de Dr. Honoris Causa na UNB, em 19 de outubro de 2005, exatos 40 anos após ele e outros 222 docentes da Universidade de Brasília pedirem demissão, por não se sujeitarem ao controle da vida acadêmica por um regime ditatorial (LEIA ABAIXO). Para saber ainda mais, o Prof. Salmeron concedeu inspiradora entrevista na Revista Fapesp 100, de junho de 2004.
Ao Professor Salmeron, meu respeito. Um físico brilhante e um professor digno. Encontrei-o apenas uma vez, mas a impressão permaneceu para sempre.
 

 

Manfredo Tabacniks
Diretor do Instituto de Física USP
=========================
Crédito da Imagem: IEA - USP
 
Mais Informações:
Revista FAPESP

Papo Com Ciência: Esconder Dados Não Apaga Queimada na Amazônia

No Papo Com Ciência dessa semana, Dra. Mariana Moura recebe o Prof. Titular do Instituto de Física da USP e ex-presidente do INPE Dr. Ricardo Galvão

Por: Cientistas Engajados. Acesse aqui mais informações sobre o evento.


O papo será sobre a reação de governos obscurantistas e seu despreparo para lidar com resultados científicos. Será nessa sexta-feira (19/06) às 17h30 no Facebook dos Cientistas Engajados. Saiba mais...


Imagem: Divulgação

Novo estado de líquido da matéria pode revolucionar o mercado de tecnologia

Pesquisadores da Universidade do Colorado em Boulder, nos Estados Unidos, descobriram um estado de cristal líquido que pode abrir portas para “um novo universo de materiais”

Por: Claudo Yuge, Canaltech. Acesse aqui a matéria original.


Descrito como fase “nemática ferroelétrica”, esse estado da matéria foi proposto há mais de 100 anos por Peter Debye e Max Born, cientistas ganhadores do prêmio Nobel. Desde então, era observado somente em cristais sólidos e, recentemente, também foi identificado em cristais líquidos. Resumidamente, o “cristal líquido nemático ferroelétrico” possui uma ordenação polar mais “disciplinada” de suas cargas positivas e negativas. As amostram indicam que todas as moléculas apontam na mesma direção, direita ou esquerda — diferente da posição randômica de outros cristais líquidos nemáticos. Saiba mais...


Imagem: Reprodução/ Universidade do Colorado em Boulder

Webinar: Supercordas - sucessos e desafios

“Supercordas: sucessos e desafios” será o tema da próxima edição do ciclo de palestras “Física em Casa”, organizado pelo Instituto Sul-Americano para Pesquisa Fundamental (ICTP-SAIFR). O encontro acontecerá amanhã (18/06), às 19h

Por: Agência FAPESP. Acesse aqui mais informações sobre o evento.


O palestrante, o professor Nathan Berkovits, do Instituto de Física Teórica (IFT) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), falará sobre conceitos como supercordas, mecânica quântica e gravitação. Saiba mais...


Imagem: Divulgação

Regulamentação fundiária premia atividades criminosas na Amazônia

Para Paulo Artaxo, o projeto de lei 2.633/2020 é um “sinal verde” para que garimpeiros e desmatadores continuem com atividades ilegais na Amazônia brasileira

Por: Gabrielle Abreu, Jornal da USP. Acesse aqui a matéria original.


Segundo o professor Paulo Artaxo, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo, a regulamentação premia atividades criminosas ao pressupor que crimes futuros possam ser perdoados sem consequências: “Basicamente, é um sinal aos desmatadores ilegais, garimpeiros que exploram ilegalmente os recursos da floresta, inclusive em terras indígenas e terras públicas, de que eles continuem com suas ilegalidades, porque daqui uns anos, no futuro, as suas atividades ilegais serão perdoadas pela sociedade brasileira”. Saiba mais...


Imagem: Marcos Santos/ USP Imagens

 

Páginas